terça-feira, 11 de agosto de 2009

Pais: o mais difícil é esconder as asas

Lali e Deco e seu anjo-pai Fred

Lali, Lelé e Deco com seu pai-anjo Alê

Muito sumida, eu sei. A Cynthia - fofa! -até me mandou um e-mail achando que tinha acontecido alguma coisa. E aconteceu. Muito trabalho, retorno das crianças das férias, aniversário do Deco, festa da Playboy no Rio, dia dos pais...
Enfim, apesar de muita correria e noites em claro, estou bem. Foram dias estranhos, os últimos. Uma mistura de sentimentos, coração dividido. Talvez seja por isso que tenha ficado quietinha... No dia 31 o André completou 3 anos. Era também dia do aniversário do Fred: 39 anos. É difícil conciliar felicidade e tristeza, presença e ausência num mesmo espaço. Rezei por ele com toda a força do meu corpo. O meu único desejo é que ele esteja feliz e em paz e que tenha soprado nuvens e comido muitos doces celestes lá do outro lado...
Aí em seguida veio o dia dos pais. Mais uma data que pesa, que ressuscita, que faz o mundo se encher de perguntas, saudades, pensamentos... No entato, este ano, não chorei, não me tranquei no subsolo escuro da dor e da falta de fé. Parei de perguntar o por quê das coisas, o sentido... Simplesmente, acho que Deus me enviou, por linhas tortas, admito, alguém para eu amar novamente. Ele, o Pai de todos, não me deixou embrutecer, perder a ternura e a esperança por dias melhores. E, mais, o Alê ganhou duas criaturinhas lindas que o amam muito. Mais do que nunca, queria homenagear os pais que se vestem de anjos. Aqui em casa, a Lali e o Deco acabaram no lucro: hoje têm um anjo-pai que os protege com os seus braços fortes e um outro, que os protege lá de cima, com seu olhar azul.

6 comentários:

Luciana disse...

Ah, Carolzita... Que lindo, quanta emoção e verdade. Deus é muito bom para você amiga. Simplesmente porque você merece muito!!!
Bjssss

Juliana disse...

Gente, o fofo sequestrador é meu irmão. Tudo de bom, inteligente, bacana, divertido, ótimo cozinheiro, criativo para bons sequestros, super pai, super marido, super irmão. Alê, te amo, sua irmã coruja Ju.

Aline Guedes disse...

Carol,

Trabalhei com o Fred lá na HS. Fico feliz em saber que vcs estão bem. Tudo que vc escreve é emocionante e recorda fielmente o meu amigo. Eu nem tenho palavras para dizer o quanto sofremos com tudo isso. Acredito tb que tudo nesta vida tem um motivo e temos que seguir em frente sem questionar demais. Tenha fé!

Raskólhnikov disse...

rs
um abraço, Cal.

Patricia disse...

Oi Dani!
Passei aqui para ver as novis e li este texto!
Que liiiiindo! Parabéns! Quanto sentimento!
Mas, preciso dizer: agradeça a Deus por encontrar alguém legal e que gosta de seus filhos! Isso hoje em dia é tão dificil! Não que vc não mereça! Claro que merece! Mas, eu, por exemplo, já perdi a esperança! Vc é muito fofa e escreve lindamente! bjos de sua cliente e admiradora.
Patricia Costa

Professora Marilvia disse...

Olá Carolina!

Eu sou leitora do jornal O Globo, e li o lindo texto que você escreveu por ocasião do acidente. Sabe, eu nunca consegui jogar fora o recorte com a sua declaração de amor! Muitas vezes ao me deparar com ele, pensava em como vocês estariam, ou seja, como a vida teria caminhado para você e suas crianças. Ontem, organizando alguns papéis, tornei encontrar o recorte e mais uma vez me emocionei...
Repentinamente lembrei que talvez eu pudesse saber sobre você digitando seu nome no google, e assim o fiz! Encontrei-a e fiquei feliz em ver que estão bem! Nosso Mestre Jesus é misericordioso e sempre providencia o suporte necessário para que possamos seguir em frente.
Desejo que o sol brilhe todos os dias para vocês e que Papai do Céu conceda a todos uma vida saudável e próspera.
Grande abraço,
Marilvia